quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

E janeiro chega ao fim.

Último dia de janeiro, e eu estou bem feliz com esse ano (e comigo nesse ano! rs). Acho que esse primeiro mês foi bem proveitoso, muito para melhorar, muito para me empenhar mais. Só que é isso, né não? Eu tô trilhando o caminho, não me sinto mais parada. Tem movimento, tem energia, tem fluxo... eu estou fluindo!

Acabei de receber o contato de uma amiga para iniciar um projeto que quero muito. E acho que veio em boa hora, eu comecei a montar minha estrutura para fazer coisas novas na minha vida, essa estrutura ainda está em desenvolvimento, mas já tá cabendo esse projeto. E eu me sinto tão feliz em ter um projeto, que tem a ver com a minha luta. EU VOU AGIR! Chega de sonhar, chega de planejar, chega de me frustar por não fazer nada...

E vamos para Fevereiro. O que teremos em fevereiro? Férias do Alex!

Hábito principal: PROCESSAR (e continuar com a COLETA)

Hábitos secundários
- Beber mais água
- Estar mais presente em cada momento
- Meditação
- Exercícios
- Cuidados com a casa

Atividades
- Aulas de carro
- Exames médicos
- Consulta com a Dra. Clínico Geral
- Consulta com dermatologista


terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Janeiro: COLETAR

Janeiro foi o mês em que me dediquei ao hábito Coletar do método ZTD. Minha preocupação principal foi anotar tudo que passava minha cabeça e precisasse ser guardado. Acho que consegui fazer isso, mas ainda não sinto que é um hábito consolidado. De qualquer forma, vou passar para o próximo hábito em fevereiro, PROCESSAR. Pode parecer pouco um hábito por mês (como o próprio Leo Babauta disse tantas vezes), mas foi um mês tranquilo, consegui fazer o que me propus (coletar, coletar e coletar). O mês fluiu muito bem, sem muitas cobranças em novos hábitos, sem sistemas confusos e com a sensação maravilhosa de que estou caminhando para frente. Estou feliz com a técnica do ZTD, devagar e sempre!

domingo, 27 de janeiro de 2013

...ponto. a. ponto...

Eu nunca consegui fazer trabalhos manuais como costura ou bordado, e agora sei o porque. Não consigo pensar em ponto por ponto, meu foco fica sempre no trabalho finalizado, em ver o resultado final. E é desanimador pensar em quanto falta para terminar, ou pior, errar e ter de desfazer. E isso é um problema com tudo, tenho de aprender a valorizar cada ponto, cada etapa por menor que seja. Viver o presente do processo e não o final, lá em um futuro que parece tão distante. Quero trabalhar o foco no presente, no processo, nos pequenos passos. Saborear cada pequeno pedaço de vida, como diz Léo Babauta.

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

A bússola da minha vida e dos meus dias


Como quero passar meus dias? Como eles precisam para valerem a pena?

Por muito tempo achei que objetivo e plano de vida eram coisas materiais, fisicas ou, no máximo, financeiras. Nem sei bem porque, mas era minha visão. Foi um post do AcreditarSimples mais o Leo Babauta que me mostraram um caminho mais subjetivo e baseado em valores.

Agora quero pensar nos meus dias assim, um por um, agindo e buscando esses valores diariamente. Estou cansada de viver esperando sei lá o que. De pensar em quando as coisas estiverem melhores e sem problemas, como se algum dia isso fosse realmente acontecer.

Tentando definir minha bússola:

- ser feliz. (Mas o que é ser feliz para mim?)

- dias agradáveis. (Ainda tão genérico e indefinido.)

- ser uma boa mãe. Ter paciência. Ouvir meu filho. Enxergá-lo. Saber falar com ele sem ser grossa, mesmo que brava com ele e principalmente com outras coisas. Saber dar o espaço dele e ter o meu.

- cuidar dele, de mim, do Alex, dos gatos, da casa. Oferecer um ambiente agradável e organizado para todos.

- não mentir, esconder ou enganar. >> Ser verdadeira comigo e com os outros. Ser sincera!

- usar afirmativas o máximo possível. (inclusive nessa lista, rever considerando isso)

- valorizar os amigos e a família. Fazer algo por alguém todo dia. (um olá tudo bem diário para cada pessoa por dia talvez)

- boa esposa. Ouvir mesmo o que não for dito. Preocupar, cuidar e amar sem esperar em troca. Apoiar, falar a verdade.

- cultivar bons pensamentos e sentimentos. Aceitar os negativos e transformar em bons.

- cuidar da minha saúde. Alimentos. Exercícios. Médicos

- agir mais que falar pensar.

- evitar distrações que nem produzem nem descansam. Facebook

- aceitar as pessoas. Focar em mim

- reconhecer o ego

- buscar o essencial. Eliminar o resto.

-  descansar. Ouvir meu corpo.

- beber água.

- amar acima de tudo.

------------------------

O que eu gostaria que meus dias tivessem?

- Produção / Criação com o Estúdio Jabuticaba e para o Estúdio Jabuticaba
- Ioga e meditação
- Um ambiente agradável e aconchegante
- Alimentação saudável e prazerosa
- Momentos gostosos com os que amo.
- Enxergar um milagre/maravilha todo dia (uma borboleta em um lugar incomum, um sorriso simpático a toa, uma criança que nasce...)
- Fazer alguma diferença no mundo (com a liberdade da mulher e a valorização dos segredos e ciclos femininos)
- Contato com a natureza







segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Gratidão e Notas

Hoje eu acordei com um calor diferente no peito. As coisas não andam fáceis nesses últimos dias, mas sem nem perceber muito bem o porquê me vi agradecendo as dificuldades que me fazem crescer.
Automaticamente meus ombros relaxaram e minha mandíbula se soltou, eu reparei no que eu tinha pedido e sorri. Me senti leve. Que eu cresça, então.

Aliás, agradecer é um outro hábito que quero cultivar. Com o peito cheio de gratidão tudo fica mais fácil. Às vezes nos perdemos no dia a dia e esquecemos de agradecer, tanto as coisas pequenas como as grandes. Esquecemos, principalmente, de ser gratas às pessoas maravilhosas que temos em nossa vida, de dizer isso à elas. Preciso fazer mais isso.

Notas para não esquecer:
- Definir (escrever) minha bússola: Não quero fazer planos, nem metas. Quero definir as coisas importantes para mim, e quero viver cada dia de uma vez com essas coisas em mente.

- Descobrir o que é essencial para mim: Para conseguir eliminar o resto.

domingo, 20 de janeiro de 2013

Tá tudo cheio, transbordando. Vazando e escorrendo pelas bordas. Pensamentos escapando pela orelha. Tem comida, tem cozinha, tem limpeza e tem trabalho. Tem bebê, alergia, tosse e resfriado. Tem sujeira, tem pó, tem bagunça e tem desordem. Tem solidão. Tem sorrisos, tem passinhos, tem beijinhos e amor. Tem choro, tem soluço, tem medo, tem susto.

Recomeçando por aqui

Depois de muito tempo sem escrever nada, senti necessidade de voltar a escrever. Esse blog hoje vira um diário pessoal, por enquanto, aberto só para mim mesma. Pode ser que um dia eu mude isso e o torne aberto. Mas hoje eu só quero registrar mesmo.

-------------------------------

 - Depois de 2 anos sem menstruar, voltei a sangrar. Susto + uma mescla de felicidade com "ah, absorventes, não". Preciso comprar um coletor menstrual.

-------------------------------

Li o livro Zen to Done (ZTD) do Leo Babauta (zenhabits), traduzido pelo Lucas Teixeira.
E esse mês (Janeiro/2013) estou construindo o hábito de COLETAR. Esse blog diário, de certa forma, me ajudará nisso. Junto com o caderno, o Evernote.