terça-feira, 23 de julho de 2013

represando um rio

quando o rio deixa de fluir para onde se deve olhar?

quer perguntas devem ser feitas?

quais pedras eu não estou sabendo contornar?

que apegos não me deixam mais fluir?

fecho os olhos e respiro fundo. lembro que vou voltar a fluir quando tiver de ser.

confio. aceito. até os rios têm de saber esperar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário