domingo, 27 de janeiro de 2013

...ponto. a. ponto...

Eu nunca consegui fazer trabalhos manuais como costura ou bordado, e agora sei o porque. Não consigo pensar em ponto por ponto, meu foco fica sempre no trabalho finalizado, em ver o resultado final. E é desanimador pensar em quanto falta para terminar, ou pior, errar e ter de desfazer. E isso é um problema com tudo, tenho de aprender a valorizar cada ponto, cada etapa por menor que seja. Viver o presente do processo e não o final, lá em um futuro que parece tão distante. Quero trabalhar o foco no presente, no processo, nos pequenos passos. Saborear cada pequeno pedaço de vida, como diz Léo Babauta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário